Saiba como regularizar seu imóvel
Qual é a melhor forma para entrarmos em contato?
 

50% dos "donos" de imóveis no Brasil estão correndo risco, já que nunca registraram o imóvel em seu nome

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional metade dos imóveis no Brasil são irregulares. São pessoas que não podem dormir tranquilamente quando o assunto é o imóvel em que pensam ser dono, já que como não fizeram o registro não são os proprietários do imóvel.

Não ter o seu imóvel em seu nome pode trazer um grande problema, inclusive o risco de perdê-lo. 

O imóvel irregular também perde o seu valor de mercado, não pode ser utilizado como garantia em financiamento ou empréstimos (o que pode até reduzir os juros) e pode dificultar a venda, caso um dia deseje vender o imóvel.

Regularização de imóvel

O imóvel pode estar irregular por diversos​ motivos, sendo que a principal e mais grave irregularidade é não ter o imóvel em seu nome. Oferecemos o serviço de regularização de imóvel, extrajudicial e judicial. As principais formas de regularização são:

  • Confecção da escritura

  • Registro da compra perante o Registro de Imóveis

  • Usucapião 

  • Instituição do condomínio

  • Retificação

Casos de pessoas que tiveram problemas por não registrarem o imóvel em seu nome

Aposentado tenta

provar na justiça 

que é dono de imóvel desapropriado para

receber indenização.

Passe o mouse para saber mais

Passe o mouse para saber mais

Mulher é presa

por vender o mesmo

imóvel para mais de uma pessoa

Médico teve imóvel

que comprou e não

registrou penhorado em

uma ação trabalhista

Passe o mouse para saber mais

Mulher teve seu imóvel

leiloado por não ter

registrado o imóvel

no seu nome e o

vendedor tinha dívida trabalhista

Passe o mouse para saber mais

Advogada responsável 

Tatiane Rodrigues Coelho

Formada em direito em 2014. Inscrita na OAB/SP nº 358.546. Especialista em Direito Imobiliário. Sócia do escritório Rodrigues e Felix Sociedade de Advogados. Pós-graduada em Direito Imobiliário pós-graduanda do curso de  Advocacia Extrajudicial e cursou MBA em Administração, Gestão e Marketing do Negócio Jurídico. Autora de textos sobre Direito Imobiliário publicado em Revista Especializada, blogs, JusBrasil e outros.

Saiba mais sobre a Dra. Tatiane aqui.

Dúvidas frequentes

1) Toda compra de imóvel deve ser feita por escritura pública? A regra é que a se compra do imóvel ultrapassar 30 salários mínimos deve ser feita a escritura, porém existem casos que não é obrigatória. Saiba aqui quando a escritura não é obrigatória.

2) Imóvel que não tem matrícula pode ser usucapido? A ausência de matrícula não impede a usucapião, mesmo se for feita a usucapião extrajudicial.

3) A usucapião é a única maneira de regularizar o imóvel? Não, a usucapião sempre será a última alternativa.

4) Por que tenho que registrar o imóvel? É apenas com o registro que você se torna dono do imóvel. Se você compra o imóvel e não registra ele continua sendo do vendedor, sendo que, por exemplo, pode o vendedor vender para outra pessoa ou o imóvel ser penhorado para pagamento de dívida do vendedor.

Se informe:

facebook.png
instagram.png
whatsapp.png

(11) 2775-8172

(11) 9.4523-5361

Avenida Mutinga, 1912, sala 11

Vila Pirituba, São Paulo - SP

CEP 05110-00

© 2020 por Rodrigues & Felix Advogados