top of page
  • Dra. Tatiane Rodrigues

Sou síndico. E agora?

Atualizado: 21 de ago.


(imagem retirada do site canva)


Algumas pessoas ao se candidatarem pensam que ser síndico é apenas ter que cobrar a taxa de condomínio e aplicar multas, não se engane, ser síndico implica em cumprir inúmeras obrigações.

Ser síndico não é uma tarefa nada fácil e, para que seja desenvolvida uma boa administração do condomínio, recomenda-se que o mandato seja baseado nos seguintes pilares: ética, transparência, impessoalidade, comunicação, proatividade e formalização.

Dentre todo o objetivo da função, ressalta-se que o síndico em suas ações deve ter a precaução com a segurança, sossego e saúde dos condôminos.

1 Obrigações do síndico


São as principais obrigações do síndico:


  • Convocar assembleia dos condôminos.

  • Representar o condomínio.

  • Dar conhecimento à assembleia da existência de procedimento de interesse do condomínio.

  • Cumprir e fazer cumprir a convenção, regimento interno e o que foi determinado em assembleia.

  • Cuidar da conservação das partes comuns e zelar pela prestação de serviços que interessam ao condomínio.

  • Elaborar o orçamento de receita e despesa de cada ano.

  • Cobrar taxa condominial, bem como as multas que são devidas.

  • Prestar conta à assembleia, anualmente e quando exigido.

  • Realizar o seguro da edificação.


Todas as obrigações citadas acima estão previstas no artigo 1.348 do Código Civil. ⠀

2 Responsabilidade do síndico

Exercer a função de síndico implica em assumir uma grande responsabilidade, já que pode responder civil e penalmente por seus atos.

Falamos em responsabilidade civil quando o síndico em sua ação ou omissão causar algum prejuízo para o condomínio, condômino e até mesmo para um terceiro. Ressalta-se que, ocorrerá tal responsabilidade em caso de má execução das suas funções, que ocorre em caso de abuso de poderes ou não observância das suas obrigações.

Já a responsabilidade criminal acontece quando seus atos caracterizam algum crime ou contravenção penal. Por exemplo, o síndico que desvia o dinheiro do condomínio para si.

Por este motivo é muito importante o síndico saber quais são as suas obrigações e os limites dos seus poderes.

3 Dicas para síndicos*


Atitudes que todo síndico deve ter

Dúvidas frequentes:

1) Apenas condômino pode ser síndico? Não, pessoas que não são condôminos também podem, é o que acontece quando é contratado um síndico profissional, por exemplo.

2) Condomínio pode proibir animais? Não, o que pode ser feito é ser impor limites ou regras, por exemplo, o uso de focinheira nas áreas comuns. Ressalta-se que, qualquer limitação deve ser feita levando em conta o perfil dos condôminos e o bom senso.

3) Quem é condômino? É o proprietário do imóvel, portanto, não é condômino o locatário ou qualquer outro morador que não seja o dono do imóvel.


4) Síndico profissional é uma empresa? Não, a figura do síndico deverá sempre ser pessoa física. Porém, nada impede que o mesmo tenha uma empresa.


5) Síndico tem que estar disponível 24 horas? Não, isso é humanamente impossível. É recomendado que seja estabelecido dias e horários para atendimento e haja um canal de comunicação para as causas urgentes, que não possa ser resolvido por outros funcionários.

Escrito por:





* no item 4, onde se lê está, leia esta.



Participe da lista VIP

Aprenda sobre seus direito com nosso time de especialistas TOTALMENTE DE GRAÇA!

Seja bem vindo! 
Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

* Respondemos mensagens no WhatsApp em dias úteis durante o horário comercial (das 8h às 18h).

bottom of page