top of page
  • Dra. Adriane Felix

Deixar testamento evita a necessidade de fazer o inventário?

Atualizado: 7 de mar.

(Imagem meramente ilustrativa retirada do canva)


A existência do testamento serve para que os bens sejam partilhados de acordo com a vontade do testador, mas, isso não evita de forma alguma a necessidade de realizar o procedimento do inventário, sabe por quê?


Porque, o inventário é o procedimento onde é feita uma organização de todos os bens, direitos e dívidas que o falecido deixou, e o testamento, auxilia na divisão entre os beneficiários do testamento.


Assim, para validar o testamento, há a necessidade de realizar a abertura do testamento de forma judicial, onde será avaliado se o testamento foi realizado da forma correta, seguindo as limitações impostas na lei.


Estando tudo certo com o testamento, se inicia o procedimento do inventário, o qual este poderá ser feito de forma judicial ou extrajudicial (dependendo da situação), e então a partilha dos bens relacionados no inventário seguirão de acordo com a vontade do falecido imposta via testamento.


Sendo assim, concluímos que independentemente da existência do testamento, haverá a necessidade de realizar sim o procedimento do inventário.


Ah, Doutora mais o que acontece se o testamento não estiver correto de acordo com a lei?


Bom neste caso, havendo irregularidades no testamento, infelizmente a vontade do falecido, ora testador, não será concretizada, e, a partilha seguirá seguindo os trâmites e ordem sucessória previstas em lei, através do inventário.


 

Se você está com algum problema relacionado com inventário ou testamento, é importante que você contrate um advogado especializado de sua confiança para auxiliá-lo da melhor forma possível, para que seus direitos sejam respeitados e que se possa evitar maiores prejuízos.


Você pode entrar em contato nosso escritório por meio do e-mail: contato@rodriguesefelix.adv.br, do WhatsApp também no perfil do instagram do escritório @rodriguesefelix.



* Respondemos mensagens no WhatsApp, e-mail e Instagram em dias úteis durante o horário comercial (das 9h às 17h). Não respondemos dúvidas que são orientações jurídicas ou que dependem da análise do caso sem a contratação de uma consulta.


Escrito por:



Outros textos que possam te interessar:



Commentaires


Participe da lista VIP

Aprenda sobre seus direito com nosso time de especialistas TOTALMENTE DE GRAÇA!

Seja bem vindo! 
Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

* Respondemos mensagens no WhatsApp em dias úteis durante o horário comercial (das 8h às 18h).

bottom of page