Receba conteúdo no seu e-mail:
  • Dra. Tatiane Rodrigues

Cuidados que devem ser tomados na compra de um imóvel

Atualizado: Mai 19




O momento da compra de um imóvel é sempre muito empolgante, já que pode ser a realização de um sonho, criação de expectativas ou a concretização de uma economia de anos.


A compra de um imóvel deve ser feita de forma cuidadosa, se não o sonho pode acabar virando um pesadelo. Para evitar que isso aconteça, alguns passos devem ser seguidos:


1 Planejamento


Antes de começar a procurar o imóvel analise quais os recursos financeiros que você tem para realizar a compra, ou seja, veja o que você tem de entrada ou como parte do pagamento, por exemplo, um outro imóvel, qual o valor mensal que você consegue pagar, quais são os tipos de financiamento e os juros que consegue arcar. Aqui você definirá o valor máximo que pode investir na compra do imóvel e a melhor forma de pagamento.


Dica: Caso seja feito financiamento ou algum outro tipo de parcelamento, é recomendado que você tenha guardado valor equivalente a 24 parcelas (dois anos), para os imprevistos financeiros. Portanto, abra uma conta poupança para deixar este dinheiro e não use para outras coisas!


2 Escolha do tipo de imóvel


Após de definido o valor, é hora de determinar que tipo de imóvel você quer. Por exemplo, escolher se quer uma casa térrea, sobrado, casa em um condomínio, apartamento, etc. Também deve já pensar nas características do imóvel: quantos cômodos, tamanho, localização e entre outros.


3 Busca do imóvel


Com o valor e características do imóvel em mente, agora é a hora de buscar o imóvel que atenda suas necessidades, que se adeque ao seu bolso e características pretendidas. É hora de fazer as visitas até encontrar o imóvel ideal.


Dica: evite de olhar imóveis que fogem muito do orçamento que foi estipulado, pode ser que o imóvel te induza a assumir um compromisso maior do que você consiga pagar. Fuja das tentações!


4 Não tenha pressa


Ao encontrar o imóvel que você ache ideal, jamais feche a compra enquanto estiver com a empolgação de ter encontrado o que queria. A empolgação pode te fazer ter uma falsa sensação de realmente é o ideal para você, respire fundo e comece a ter um olhar mais crítico sobre o imóvel.


5 Seja crítico


A primeira crítica que você deve ter é sobre a localização do imóvel, vizinhança e o bairro. Por exemplo, você comprou uma casa e não observou como era a rua, você gosta dos lugares mais silenciosos, porém, onde o imóvel está passa muito carro e caminhões ou então tem muitas crianças brincando na rua, portanto, você não vai estar em lugar que é o seu perfil e provavelmente se estressará com toda a movimentação e barulho. Então, antes de fechar o negócio você deve analisar como é a rua, os vizinhos, se não é um lugar que tem enchentes, se existe comércio por perto, fácil acesso a transporte público, etc.


Dica: visite a rua e o bairro em horários diferentes (de dia, a tarde e durante a noite) e em dias diferentes (durante a semana e final de semana).


Dica: Se for imóvel em condomínio, é necessário analisar todas as atas de assembleias, convenção de condomínio e regimento interno, assim você saberá quais são as regras (por exemplo, se visitantes podem utilizar a piscina) e o perfil de condomínio (se existem muitas discussões, ocorrências e outros problemas).


6 Situação do imóvel


Depois de ter a certeza de que a localização e a vizinhança se enquadram ao seu perfil, é hora de ver a situação do imóvel. Mesmo sendo imóvel novo, deve ser feita uma vistoria para analisar a estrutura, a parte hidráulica e elétrica, ver se está tudo funcionando e se não apresentam defeitos. Se você não tem alguma noção de como fazer isso, pode pedir auxílio de algum profissional. Se for o caso, não esqueça de verificar a metragem.


7 Análise dos documentos


Feito tudo isso já é hora de fechar o negócio? Não! Agora é preciso analisar a documentação do vendedor e do imóvel. A análise da documentação do vendedor tem o objetivo de descobrir se há alguma causa que pode te dar problemas futuros (dependendo da situação do vendedor, mesmo você tendo pago o valor, pode acontecer de perder o imóvel) e, principalmente, se não se trata de algum golpe.


Já a análise da documentação do imóvel serve para saber se o imóvel está regular, quem realmente é o dono do imóvel e se não consta algo na matrícula que impeça a venda.


O ideal é contratação de um advogado para fazer a análise dos documentos e certidões, observando, assim, quais são os riscos na compra.


8 Negociação


Estando tudo certo, agora é hora de reunir a documentação e discutir com o vendedor de como será o contrato. Caso seja feito o financiamento, veja qual a melhor instituição financeira para fazer e as taxas de juros e outros encargos. É importante analisar todas as cláusulas do contrato, seja em caso de financiamento ou de contrato sem a presença do banco, entenda quais são as suas obrigações e direitos, as consequências do atraso ou não pagamento das parcelas e observar se não há cláusulas abusivas. Conhecendo o que significada cada cláusula você evita de ter surpresas.


9 Registro do contrato


Depois de assinado, faça o registro do contrato na matrícula do imóvel, isso te traz uma proteção, tornando o contrato celebrado mais seguro. Ressalta-se que, aqui falamos do compromisso de compra e venda.


10 Registro da escritura


Após pago todo o valor, faça a escritura e registre. Você só será considerado dono do imóvel quando registrar a compra na matrícula.​


Dica: não é sempre que a escritura é obrigatória, existem casos em que apenas com o contrato particular você consegue transferir o imóvel. Veja aqui as situações que não precisam de escritura.


Escrito por:

Tatiane Rodrigues Coelho

Formada em direito em 2014. Inscrita na OAB/SP nº 358.546. Especialista em Direito Imobiliário. Sócia do escritório Rodrigues e Felix Sociedade de Advogados. Pós-graduada em Direito Imobiliário pós-graduanda em Direito Tributário e cursando MBA em Administração, Gestão e Marketing do Negócio Jurídico. Autora de textos sobre Direito Imobiliário publicado em Revista Especializada, blogs, JusBrasil e outros sites.

Saiba mais sobre a autora aqui.


Tags: #contratodecompraevenda #compraevenda #imóvel #advogadoimobiliário

187 visualizações