top of page
  • Dra. Adriane Felix

Aluguel recebido durante o casamento entra na partilha de bens no divórcio?

Atualizado: 14 de set. de 2023

Vamos hoje tratar de um assunto que muitas pessoas não devem saber, que é sobre a questão de como fica os aluguéis recebidos durante o casamento no divórcio.

(imagem retirada site canva)


1 Nosso regime de bens é o da separação parcial de bens, tenho que dividir o aluguel?

O regime da comunhão parcial de bens é o regime que é mais adotado nos casamentos, já que é o regime que é a regra e se o casal não escolher nenhum outro será adotado este regime.

Este regime implica na seguinte regra: os bens adquiridos antes do casamento são de cada um e o que foi adquirido durante a união é do casal. Em caso de divórcio, os bens adquiridos antes do casamento não são devidos no divórcio, apenas o que foram adquiridos durante a união que são divididos.

Agora temos que tratar sobre a questão do aluguel que foi recebido durante o casamento. Mesmo que o aluguel seja de um imóvel que foi adquirido por um dos cônjuges antes do casamento, os aluguéis que foram recebidos durante o casamento pertencem ao casal e devem ser partilhados.

Aluguel recebido é chamado fruto e na partilha de bens não se partilha apenas bens propriamente dito, mas também os frutos que o casal recebeu, já que os frutos integram o patrimônio do casal, logo, fazem parte da comunhão de bens.


Inclusive, isso está expresso na lei. Vejamos como o Código Civil estabele sobre isso dos frutos:


Artigo 1.660 - Entram na comunhão:
V - os frutos dos bens comuns, ou dos particulares de cada cônjuge, percebidos na constância do casamento, ou pendentes ao tempo de cessar a comunhão. (grifo nosso).

Se por acaso o valor do aluguel recebido foi convertido em pagamento de gastos da família e conseguir comprovar isso, pode ser afastada esta ideia compartilhada. Porém se o valor não for destinado para os gastos da família ou, por exemplo, está sendo guardado em uma poupança, será partilhado.


É por este motivo que, a questão se é devido ou não a partilha dos valores recebidos de aluguel irá depender de cada caso concreto e para apuração deste direito deve ser feito uma análise aprofundado da situação do casal.



2 Tem como evitar que tenha que dividir o aluguel em caso de divórcio?

A primeira coisa que ressaltamos é que isso deve ser feito antes do casamento.

Uma das formas de fazer isso é a adoção de um regime de bens mais adequado para que não haja a comunicação dos frutos durante a união ou fazer uma planejamento matrimonial para que, no pacto antenupcial seja estabelecido regras de como se ditará as regras do patrimônio durante o casamento.

Lembramos que, no pacto é possível estipular, por exemplo, que apesar do regime de bens ser a comunhão parcial de bens os aluguéis recebidos de um determinado imóvel não será partilhado. Não tem como fazer o pacto ou alterar durante o casamento, isso deve ser feito antes do casamento.

Por este motivo muitas pessoas hoje em dia estão procurando antes de casar consultoria sobre regime de bens ou contratando o planejamento matrimonial para fazer o pacto antenupcial de acordo com sua necessidade e expectativas sobre o patrimônio.


 

Se você está com algum problema relacionado com divórcio, regime de bens ou outros assuntos relacionados, é importante que você contrate um advogado especializado de sua confiança para auxiliá-lo da melhor forma possível, para que seus direitos sejam respeitados e que se possa evitar maiores prejuízos.


Você pode entrar em contato nosso escritório por meio do e-mail: contato@rodriguesefelix.adv.br, do WhatsApp também no perfil do instagram do escritório @rodriguesefelix.


Escrito por:

Outros textos que podem ser do seu interesse:



Participe da lista VIP

Aprenda sobre seus direito com nosso time de especialistas TOTALMENTE DE GRAÇA!

Seja bem vindo! 
Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

* Respondemos mensagens no WhatsApp em dias úteis durante o horário comercial (das 8h às 18h).

bottom of page